THE CREST

Scroll

The CrestThe Crest

Info The Crest




We believe this is the right momentto assess the past five years. Because our commitment is quality, the cleaningand maintenance of common spaces and the safety of the entire proprety. Maintaining these stardards is only possible with the collaboration of all owners.

Following the handover of The Crest’s infrastructures’ to the Municipality of Loulé, and the incorporation of The Crest’s Owners’ Association (the “Association”), we believe that this is the ideal moment to assess the past five years of The Crest’s management by Quinta do Vale – Empreendimentos Turísticos, S.A., promotor of The Crest, under the Discovery Fund’s management (“QDV”).

QDV is currently the owner of 45 real estate properties at The Crest, having sold five properties since 2015.
At the present date, the abovementioned 45 properties are divided by the following areas of business:
- touristic exploration (23),
- medium-term leases (4),
- completion and decoration phase (available for touristic exploration in May 2020) (14),
- incomplete and with construction works halted (2),
- available for sale (1),
- services (1).

As demonstrated above, QDV’s strategy at the time is not one of short-term, with the goal of building and selling properties, but rather a medium-term strategy, under which the properties are built, decorated and put up for touristic exploration.
Consequently, QDV’s commitment towards The Crest’s quality standards is significant. Such commitment may also be verifiable by QDV’s annual contribution to The Crest’s common areas, which have recently become public areas.

QDV’s current management has rigorously fulfilled all proposed commitments with The Crest’s current Owners and with the public entities by handing over all of The Crest’s infrastructures (roads, sidewalks, gardens, sewage elevation central, sewage system, water system and public lighting system) to the Municipality of Loulé, as foreseen in The Crest’s permit.

All QDV’s actions and decisions with reference to The Crest have had the fulfilment of its obligations towards the Owners and public entities as main purpose, as well as the preservation of The Crest’s quality and the appreciation of its real estate properties.

With these objectives in mind, the management has carried out the following actions:
- Rehabilitation of the road.
- Implementation of all mandatory road signage, as foreseen in The Crest’s project.
- Construction of a grassland in The Crest’s western part.
- Plantation of an oleander hedge and implementation of an irrigation system in The Crest’s western part.
- Rehabilitation and maintenance of the public areas’ gardens.
- Cleaning and maintenance of the roads and sidewalks.
- Cleaning and maintenance of the sewage system, including the elevation central.
- Cleaning and maintenance of the garbage areas.
- Cleaning and maintenance of the directional signage.
- Execution of a plague prevention agreement.
- Renewal of the CCTV’s system.
- Execution of an agreement for the surveillance / passive and active security with IBC.
- High quality finishings in the construction of approximately 30 real estate properties.
- Decoration of 23 properties signed by the interior designer Isabel Pires de Lima (it is foreseen that an additional 14 properties shall be decorated by the same interior designer in May 2020).
- Hiring of a certified company to ensure the quality of the swimming pools’ water in plot 31 (Condominium).
- Exterior painting of all properties in plot 31 (Condominium).
- Partial renewal of the public lighting in plot 31’s garden (Condominium).

In much of what has been done, particularly in the common areas, The Crest’s management has had the privilege of having the support of most of the Owners, who have contributed, in proportion of their percentage, for the costs of these areas, allowing them to have the current appearance of which all Owners are proud of.

Upon the handover of The Crest’s infrastructures to the Municipality of Loulé, QDV’s responsibility over the common areas has ceased. These areas are now under public municipal domain, and the responsibility for their maintenance is now entrusted to the Municipality of Loulé. Among other repercussions, this means that The Crest’s Owners no longer control the quality of the common gardens and the surveillance of the surroundings.
Knowing that the Municipality of Loulé does not have the necessary structure and is not in a position to keep up with the level of services that the Owners are used to at The Crest, The Crest’s administration proposed the incorporation of the Association, an entity that shall gather all of The Crest’s Owners so that it may represent the Owners’ general interest before all entities that provide services at The Crest (for example, IBC) and before the public entities responsible for the spaces that all Owners enjoy.

Considering all the work and investment done so far, The Crest’s administration understands that allowing the deterioration of the quality of the services provided for at The Crest would be an immense misuse of resources. Therefore, the Association has the immediate challenge of negotiating a protocol with the Municipality of Loulé that foresees the following:
-  The maintenance of the public areas’ gardens by the Association and, on the other hand, the assumption of all costs with the irrigation water of these spaces by the Municipality of Loulé.
- The maintenance of the gate or another equipment that allows the control of the entrance of vehicles, especially at night.
- The execution of an agreement with IBC (or another company) regarding the surveillance / security services currently in place.

Given the importance and responsibility that these challenges entail, it is of the utmost importance that all Owners become associates of the Association, so that it may not only count with as much representation as possible, but also that, for a matter of justice, all Owners share the expenses and liabilities in the same way as they benefit from the services, quality and security provided for at The Crest.

No one better than the Owners to look after their own interests and thus maintain the quality of Our The Crest (of all its Owners).



Acreditamos que este é o momento certo para fazer um balanço dos útimos cinco anos. Porque o nosso compromisso é a qualidade, a limpeza e manutenção dos espaços e a segurança de toda a propriedade. Manter estes padrões só é possível com a colaboração de todos os proprietários.

Na sequência da recente entrega das infraestruturas da Urbanização The Crest (o “The Crest”) à Camara Municipal de Loulé e da constituição da Associação de Proprietários do The Crest (a “Associação”), acreditamos que este é o momento ideal para fazer um balanço dos últimos cinco anos de gestão do The Crest pela Quinta do Vale – Empreendimentos Turísticos, S.A., sociedade promotora do The Crest, sob gestão do Fundo Discovery (a “QDV”).

A QDV é atualmente proprietária de 45 imóveis no The Crest, tendo alienado cinco propriedades do seu inventário desde 2015.

As 45 propriedades estão, neste momento, divididas pelas seguintes áreas de negócio:
- exploração turística (23),
- arrendamento de média duração (4),
- fase de finalização e decoração (disponíveis para exploração turística a partir de maio de 2020) (14),
- inacabadas e com obras interrompidas (2),
- disponível no mercado imobiliário para venda (1),
- serviços (1).

Como se pode constatar pelo expresso supra, a estratégia da QDV neste momento não é uma estratégia de curto prazo, com o objetivo de construir e vender imóveis, mas antes uma estratégia de médio prazo, segundo a qual os imóveis são construídos, decorados e colocados em exploração turística.

Desta forma, o compromisso da QDV para com os padrões de qualidade do The Crest é significativo, como também se pode demonstrar  pelo valor da sua contribuição anual para a manutenção das áreas comuns do The Crest, as quais passaram recentemente a áreas públicas.

A atual administração da QDV cumpriu rigorosamente todos os compromissos assumidos com os atuais Proprietários e com as entidades públicas, ao fazer a entrega integral das infraestruturas (estradas, passeios, jardins, central de elevação de esgotos, rede de esgotos, rede de água e rede de iluminação pública) à Câmara Municipal de Loulé, tal como previsto no Alvará do The Crest.
Todas as ações e decisões da QDV com relação ao The Crest tiveram sempre como objetivo primeiro o cumprimento das obrigações para com os Proprietários e entidades públicas, bem como a preservação da qualidade do The Crest e a valorização dos seus imóveis.

Para que tais objetivos fossem cumpridos, a administração executou as seguintes ações:
- Reparação da estrada.
- Instalação de toda a sinalética rodoviária obrigatória, conforme prevista no projeto do The Crest.
- Construção de um prado na zona poente do The Crest.
- Plantação de uma sebe de loendros e instalação de sistema de rega na zona poente do The Crest.
- Recuperação e manutenção dos jardins das áreas públicas.
- Manutenção e limpeza das estradas e passeios.
- Manutenção e limpeza da rede de esgotos, incluindo a estação elevatória.
- Manutenção e limpeza das ilhas de lixo.
- Manutenção e limpeza da sinalética direcional.
- Celebração de um contrato de prevenção de pragas.
- Renovação do sistema de CCTV.
- Celebração de um contrato para vigilância / segurança passiva e ativa com IBC.
- Acabamentos de qualidade na construção em cerca de 30 imóveis.
- Decoração de interiores com assinatura da designer de interiores Isabel Pires de Lima em 23 imóveis (está prevista a decoração de outros 14 imóveis, em maio de 2020, pela mesma designer de interiores).
- Contratação de uma empresa certificada para garantia da qualidade da água das piscinas do Lote 31 (Condomínio).
- Pintura exterior de todas as moradias do Lote 31 (Condomínio).
- Renovação parcial da iluminação publica do jardim do Lote 31 (Condomínio).

Em muito do que foi feito, em particular nas áreas de uso comum, a administração do The Crest teve o privilégio de contar com o apoio da grande maioria dos Proprietários que contribuíram, na medida da sua permilagem, para os custos dessas áreas, permitindo que estas tenham o aspeto atual de que todos os Proprietários se orgulham.

Com a entrega das infraestruturas à Câmara Municipal de Loulé cessou a responsabilidade da QDV sobre as áreas comuns, passando estas a ser do domínio público municipal, ficando a responsabilidade pela sua manutenção a cargo da Câmara Municipal de Loulé. Entre outras consequências, tal significa que os Proprietários do The Crest deixam de poder controlar a qualidade dos jardins comuns e vigilância das envolventes.

Sabendo que a Câmara Municipal de Loulé não tem vocação nem estrutura que permita manter o nível de serviços a que os Proprietários estão habituados no The Crest, a administração do The Crest propôs a constituição da Associação, entidade que deverá reunir a totalidade dos Proprietários do The Crest por forma a ser representativa dos interesses de todos junto de todas as entidades que prestam serviços no The Crest (como por exemplo a IBC)  e junto das entidades públicas que são responsáveis pelos espaços que todos os Proprietários prezam.

Tendo em consideração o trabalho e investimento feitos até o momento, a administração do The Crest considera que seria um enorme desaproveitamento de recursos permitir a deterioração da qualidade dos serviços prestados no The Crest, pelo que a Associação tem, no imediato, o desafio de negociar um protocolo com a Câmara Municipal de Loulé que preveja o seguinte:
- A manutenção dos jardins das áreas publicas pela Associação e, em contrapartida, a assunção dos custos com a água da rega destes espaços pela Câmara Municipal de Loulé.
- A manutenção do portão ou de outro equipamento que permita o controle de entrada de veículos no The Crest, especialmente à noite.
- A celebração de um contrato com a IBC (ou outra empresa) relativamente aos serviços de vigilância / segurança em vigor.

Pela importância e responsabilidade que estes desafios acarretam, é de extrema importância que todos os Proprietários sejam associados da Associação, não só para que esta possa contar com o máximo de representatividade possível, mas também para que, por uma questão de justiça, todos partilhem das despesas e responsabilidades na mesma medida em que beneficiam dos serviços, qualidade e segurança providenciados no The Crest.

Ninguém melhor que os Proprietários para zelar pelos seus interesses e assim manter a qualidade geral do Nosso (de todos os Proprietários) The Crest.


Saber mais ~ See more


VeriSign Secured, McAfee Secure, W3C CSS compliant
GuestCentric - Hotel website & booking technology

Este site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação e fornecer o melhor serviço possível. Continuando a navegar no site, aceita o seu uso. Consulte a nossa Política de Privacidade.

Ver mais
Ok